Schlüter®-BEKOTEC-THERM ao seu dispor

    O Schlüter-BEKOTEC-THERM é o piso radiante que garante o máximo conforto habitacional com o mínimo consumo de energia. Veja um resumo das funções básicas e das vantagens no nosso breve vídeo.

    • Económico
    • Versátil
    • Reduzida altura de instalação
    • Aquece e refrigera
    • Adequado para vários revestimentos

Partilhar

Schlüter®-BEKOTEC-THERM

Die Warmwasser-Fußbodenheizung Schlüter-BEKOTEC-THERM punktet durch die niedrige Aufbauhöhe.

O Schlüter-BEKOTEC-THERM é um piso radiante à base de água com sistema de nódulos. A estrutura patenteada do piso, com uma inovadora tecnologia de aquecimento, faz do sistema um pavimento climatizado económico, de reação rápida e com uma temperatura de entrada particularmente baixa.

Logo durante a fase de montagem, o BEKOTEC-THERM proporciona inúmeras vantagens, graças à instalação rápida e descomplicada. Em combinação com fontes de energia renováveis, o piso radiante a água, com baixo consumo de energia, garante a máxima eficiência e conforto.

<p>Vantagens do BEKOTEC-THERM</p>

  • Menor consumo de energia, reduzidos custos de aquecimento.

    Poupança de energia e dinheiro

    Em comparação com um aquecimento convencional, um sistema de aquecimento radiante tem metade da temperatura da água, visto que a diferença entre a superfície aquecida e o ar ambiente não precisa de ser tão grande para obter um aquecimento eficaz da divisão. A temperatura de entrada da água pode, assim, ser alguns graus inferior. O resultado: poupa cerca de 2% de energia por cada grau e, consequentemente, poupa dinheiro no cálculo dos custos de aquecimento.

    Aquisição e operação económicas

    Devido ao conceito do sistema, o pavimento cerâmico climatizado BEKOTEC-THERM pode ser instalado rápida e simplesmente, poupando assim tempo e material durante a montagem. O sistema também convence a longo prazo: durante o funcionamento, o pavimento cerâmico climatizado precisa de significativamente menos energia do que um aquecimento com radiadores e, mês após mês, ajuda-o a poupar dinheiro.

    Temperatura sentida mais alta

    Visto que o calor radiante suave da superfície é considerado particularmente agradável, a temperatura ambiente pode ser cerca de dois graus inferior à dos radiadores convencionais. A temperatura sentida é a mesma e assim se poupa energia.

    Moderna tecnologia de condensação e Schlüter®-BEKOTEC-THERM

    O aumento eficaz do consumo de energia baseia-se na utilização do calor latente associado ao vapor de água dos gases de combustão (rendimento graças à condensação parcial).

    O vapor de água é gerado durante a combustão de gás e óleo. Em caldeiras de baixa temperatura, o calor presente nos gases de escape escapa para o ambiente através da chaminé, juntamente com o vapor de água não utilizado. No caso de caldeiras de condensação, o vapor de água num permutador de calor pode condensar no fluxo de gases de escape e, assim, disponibilizar energia para o aquecimento após o processo de combustão.

    Este efeito só pode ser utilizado de forma eficiente no caso de baixas temperaturas de retorno.
    O pavimento cerâmico climatizado Schlüter-BEKOTEC-THERM melhora o rendimento energético durante a utilização da tecnologia de condensação, graças às baixas temperaturas do sistema.

  • Construção plana de baixa espessura. Rapidez de instalação.

    Reduzida altura de montagem = menos betonilha = curto tempo de montagem

    Seja a renovação de uma construção antiga ou a construção da casa dos seus sonhos: graças à altura de montagem muito reduzida, o Schlüter-BEKOTEC-THERM adapta-se ao seu projeto e garante-lhe um reduzido tempo de montagem – assim, pode instalar os azulejos para o seu pavimento cerâmico climatizado na lâmina de desacoplamento Schlüter-DITRA assim que a betonilha seja transitável.

    Por isso, não é de admirar que o sistema BEKOTEC seja o preferido na lista de produtos selecionados por planificadores e construtores inteligentes no que diz respeito a rápidos períodos de execução!

    Poupar valioso tempo

    As vantagens do nosso sistema Schlüter-BEKOTEC-THERM patenteado:

    • Sem longos períodos de espera pela secagem da betonilha
    • Ausência completa dos morosos aquecimentos de cura
    • Menos material = montagem mais rápida
    • No total, é possível poupar até seis semanas de tempo de montagem
    • Sem problemas de coordenação e compatibilidade, visto que todos os componentes do seu sistema de aquecimento são da Schlüter-Systems
     

    É bom saber!

    O Schlüter-BEKOTEC-THERM provou o seu valor durante anos a nível nacional e internacional. A certificação LEED do nosso novo edifício administrativo em Montreal e a certificação do DGNB (Conselho Alemão de Construção Sustentável) do nosso centro de formação confirmam a sustentabilidade do Schlüter-BEKOTEC-THERM. Objetivamente!

  • Perfeito para renovações e modernizações.

    Substituir o aquecimento com a Schlüter

    Visto que o Schlüter-BEKOTEC-THERM cria uma estrutura mínima, poupa aprox. 70 quilos de betonilha por metro quadrado em comparação com os convencionais sistemas de piso radiante.

    Este resultado extra fino é, por isso, ideal para projetos de renovação e modernização. O nosso pavimento cerâmico climatizado pode ser montado a partir de uma altura de montagem de 20 mm até à margem superior da betonilha. Assim, a sua instalação é possível mesmo se outros sistemas de piso radiante tiverem sido eliminados por razões estruturais.

    A reduzida altura de montagem do Schlüter-BEKOTEC-THERM também convence no âmbito de uma renovação "suave" – a altura da sala é afetada de forma praticamente insignificante e o sistema também pode ser instalado em azulejos já existentes ou diretamente sobre a betonilha.

    Vantagens para a estática e a estrutura do edifício

    Com Schlüter-BEKOTEC-THERM também a estática e a estrutura do edifício beneficiam! O cálculo é simples:

    • um menor peso da superfície significa uma menor carga para a estática da sua construção.
    • Menos betonilha significa menos humidade na fase de construção.

     

    É bom saber!

     

    Para além de revestimentos cerâmicos e de pedra natural, também podem ser utilizados outros materiais de revestimento, como, por exemplo, parquet, laminado e alcatifa: dê asas à sua criatividade!

    Assim que for possível pisar a betonilha de cimento, é possível colar Schlüter-DITRA ou Schlüter-DITRA-DRAIN 4 e, por cima, o revestimento cerâmico. No caso de betonilha de sulfato de cálcio deve-se obter uma humidade residual de aprox. 2%.

     

  • Tempo de reação rápido.

    Calor rápido!

    Links: Aufheizverhalten einer konventionellen Fußbodenheizung - rechts: Aufheizverhalten von Schlüter®-BEKOTEC-THERM

    Graças ao grau de eficácia extremamente elevado e à reduzida altura, o sistema de camada fina consegue reagir a alterações de temperatura mais rápido do que os sistemas convencionais, visto que o calor é libertado na camada de betonilha junto à superfície.

    Assim, o pavimento cerâmico climatizado é ideal para utilizar com geradores de calor ecológicos e regenerativos, como bombas de calor. Uma grande vantagem: mesmo com geradores de calor convencionais, as baixas temperaturas de entrada protegem o meio ambiente e a sua carteira.

    Assim, você ganha pontos com o sistema Schlüter-BEKOTEC-THERM patenteado:

    • O valor da temperatura de entrada nos sistemas de radiadores convencionais era anteriormente de 90-70 °C – com o Schlüter-BEKOTEC-THERM situa-se numa média de aprox. 30 °C!
    • Graças a canais de ar interligados na lâmina Schlüter-DITRA 25, o calor é distribuído de forma particularmente rápida e uniforme.
    • Até mesmo a redução do consumo de energia durante a noite pode ser configurada no sistema BEKOTEC-THERM.
    • O Schlüter-BEKOTEC-THERM é o parceiro ideal para a combinação com bomba de calor e tecnologia solar, cuja energia é também suficiente para aquecer as águas de serviço para a casa de banho e cozinha.
  • Mais espaço graças aos radiadores não utilizados.

    Com o piso radiante, os volumosos radiadores nas paredes fazem parte do passado. Eles trabalham secretamente sob o revestimento do piso. Para si, isto significa: mais espaço.

  • Ambiente de bem-estar.

    Calor confortável precisa de espaço!

    As pessoas consideram o calor particularmente confortável quando…

    • ...o calor não gera correntes de ar.
    • ...a diferença de temperatura entre o ar ambiente e as superfícies da parede e do teto é a menor possível.
    • ...a cabeça e os pés se encontram aproximadamente à mesma temperatura.

    Um piso radiante ou aquecimento de parede e teto apresenta todas estas vantagens. Uma vez que, em comparação com um radiador clássico, a superfície aquecida é bastante maior, praticamente não é necessário qualquer movimento do ar para distribuir o calor.

    Em simultâneo, o pavimento e as paredes não precisam de ser aquecidos através do ar, visto que um sistema de aquecimento radiante consegue trabalhar com diferenças de temperatura de apenas alguns graus Celsius em relação à temperatura do ar ambiente. E, porque o gradiente de temperatura é tão reduzido, até no verão poderá considerar um piso radiante confortável se a cabeça estiver fresca.

  • Aquecimento no inverno, refrigeração no verão.

    Aquecimento e refrigeração num sistema

    Mais do que espera

    Com o nosso piso radiante, os azulejos frios num dia frio de inverno ou outono já não são um problema. O BEKOTEC-THERM é o sistema de aquecimento perfeito para criar um calor agradável, mesmo com temperaturas gélidas, e aquecer de forma confortável e económica. Já não precisa de pisar azulejos frios e, até mesmo no inverno, terá os pés sempre quentes e uma temperatura do ar adequada às suas necessidades.

    Refrigeração no verão

    Quando, de maio a setembro, as temperaturas o fizerem suar, pode utilizar o BEKOTEC-THERM para uma refrigeração suave: basta definir o comando de aquecimento para o modo de refrigeração. Assim, sem grande esforço, consegue manter os seus espaços sempre frescos, climatizando as superfícies com o nosso piso radiante. Os sistemas de refrigeração da BEKOTEC-THERM podem baixar a temperatura da sala até 3° Celsius em comparação com espaços não refrigerados.

    A respetiva tecnologia de controlo e regulação faz parte da gama de produtos BEKOTEC-THERM. Para a refrigeração são utilizadas, por exemplo, as bombas de calor reversíveis.

  • Calor uniforme.

    Sinta-se bem, rápido: a lâmina de desacoplamento Schlüter-DITRA possui canais de ar, situados diretamente sob os azulejos. Assim, o calor do aquecimento é distribuído uniformemente e de forma eficaz.

    O resultado: o Schlüter-BEKOTEC-THERM é um pavimento cerâmico climatizado de reação rápida, capaz de funcionar com temperaturas de entrada muito baixas, poupando energia. Isto torna possível a construção com betonilha particularmente fina.

    Calor uniforme graças aos canais de ar

    Mesmo se os tubos de aquecimento forem instalados a uma distância maior, o nosso pavimento cerâmico climatizado aquece rapidamente até alcançar a temperatura pretendida. Connosco, tem sempre sob os seus pés um revestimento a uma temperatura agradável.

  • Duradouro.

    Inteligente. Seguro. Duradouro.

    Os azulejos e a pedra natural são bonitos e exclusivos. Além disso, a sua conservação é fácil e são extremamente resistentes. Não sofrem praticamente qualquer desgaste. Principalmente se tiverem sido instalados numa base adequada: com a base BEKOTEC patenteada criamos uma estrutura com reduzidas tensões, impedindo assim eficazmente a formação de fissuras e deformações.

    As superfícies em azulejo são adequadas ao uso diário, fáceis de limpar, resistentes ao fogo e extremamente resistentes a cargas. Até mesmo concessionários automóveis, sujeitos a cargas extremamente elevadas, confiam no nosso sistema Schlüter-BEKOTEC-THERM patenteado.

    Boas razões para o BEKOTEC-THERM:
     

    • Os revestimentos em azulejo mantêm-se bonitos e funcionais durante muito tempo.
    • As fissuras e deformações não têm qualquer hipótese.
    • Está garantida uma elevada capacidade de suportar cargas.
    • Os revestimentos cerâmicos são perfeitamente higiénicos.
    • As superfícies são refratárias.
  • Adequado para fontes de energia renováveis

    O aquecimento do futuro é plano e de baixa espessura.

    As baixas temperaturas de entrada fazem dos sistemas de aquecimentos radiante ideais para o funcionamento com geradores de calor ecológicos e regenerativos, como bombas de calor, ou em conjunto com tecnologia solar.

    Bombas de calor e Schlüter-BEKOTEC-THERM

    Aqui, o pavimento cerâmico climatizado BEKOTEC marca pontos a triplicar! As suas temperaturas de entrada extremamente baixas resultam em:

    • Redução da energia elétrica fornecida para operação da bomba de calor
    • Aperfeiçoamento do coeficiente de desempenho anual e, consequentemente, uma maior eficiência energética durante todo o período de aquecimento
    • Uma amortização mais rápida
    • Custos operacionais sempre baixos


    Tecnologia solar e Schlüter-BEKOTEC-THERM

    A taxa de utilização anual de um sistema solar integrado no aquecimento de um edifício aumenta a cada grau que diminui a temperatura do sistema. Graças às temperaturas de entrada mais baixas de um piso radiante, o sistema solar pode ser utilizado para o aquecimento da divisão por um período de tempo significativamente maior do que é possível com os aquecimentos de radiador. Assim, em dias ensolarados de inverno, o aquecimento do edifício pode ser realizado ou apoiado por um sistema solar de dimensões adequadas. O pavimento cerâmico climatizado Schlüter-BEKOTEC-THERM melhora o rendimento energético no caso de utilização da tecnologia solar.

    O resultado convence de várias formas:

    • nos pisos radiantes, as reduzidas temperaturas de entrada podem ser usadas para aquecer a divisão durante mais tempo.
    • O tempo de utilização anual aumenta. Assim, é alcançado um maior rendimento energético durante todo o período de aquecimento.
    • O tempo de amortização do sistema é encurtado.
    • São cumpridas as indicações do Decreto de Poupança de Energia (ENEV) e os requisitos da Legislação de Poupança de Energia (ENEG).

O piso radiante adequado a cada necessidade

Perfeitamente adaptado às suas necessidades: o Schlüter-BEKOTEC-THERM está disponível em 4 variantes com diferentes alturas de montagem, com isolamento térmico ou acústico.

Schlüter-BEKOTEC-EN P/PF

Isolamento integrado

Schlüter-BEKOTEC-EN P/PF

Com isolamento integrado (DEO 033) para utilização em zonas com requisitos de proteção térmica, nomeadamente em placas de piso.

  • Alturas de montagem: 52 a 69 mm
    (mais membrana de desacoplamento DITRA)
  • Com isolamento térmico integrado
  • Peso mín. da superfície a partir de 57 kg/m²
  • Retículo de instalação de 75 mm
  • Potência calorífica até 100 W/m²
Schlüter-BEKOTEC-EN F

O versátil

Schlüter-BEKOTEC-EN F

Estrutura universal para utilização com ou sem isolamento (acústico). Estrutura baixa, ideal para construções novas e renovações.

  • Alturas de montagem: 31 a 48 mm
    (mais membrana de desacoplamento DITRA)
  • Sem isolamento, mas possível em combinação com isolamento
  • Peso mín. da superfície a partir de 57 kg/m²
  • Retículo de instalação de 75 mm
  • Potência calorífica até 100 W/m²
Schlüter-BEKOTEC-EN FTS

O silêncio

Schlüter-BEKOTEC-EN FK

Para otimização do isolamento acústico pode atingir com o nosso sistema uma melhoria acústica de 25 db conforme a norma DIN EN ISO 10140-1.

  • Alturas de montagem: 31 a 43 mm
    (mais membrana de desacoplamento DITRA)
  • Isolamento acústico integrado
  • Peso da superfície a partir de 52 kg/m²
  • Retículo de instalação de 50 mm
  • Potência calorífica até 100 W/m²
Schlüter-BEKOTEC-EN FK

O peso pluma

Schlüter-BEKOTEC-EN FK

O peso mínimo é conseguido com a nossa estrutura mais leve e plana. É ainda possíve conseguir uma maior minimização do peso. Fale conosco.

  • Alturas de montagem: 20 a 27 mm
    (mais membrana de desacoplamento DITRA)
  • Colada à base
  • Peso da superfície a partir de 40 kg/m²
  • Retículo de instalação de 50 mm
  • Potência calorífica até 100 W/m²
Como funciona o BEKOTEC-THERM?

Estrutura do sistema

A base dos pisos radiantes BEKOTEC-THERM é a placa de nódulos para betonilha Schlüter-BEKOTEC-EN, disponível com diversas alturas de montagem. Entre os nódulos são encaixados os tubos de aquecimento de alta qualidade BEKOTEC-THERM-HR e, de seguida, é aplicada a betonilha convencional. No total, a altura mínima de montagem até à margem superior da betonilha situa-se entre 20 mm (EN 12 FK) e 52 mm (EN). Graças à reduzida altura, o piso radiante exige uma baixa temperatura de entrada (apenas 27 a 32 °C) e, em combinação com as modernas tecnologias de aquecimento, poupa ao nível dos custos energéticos.

Pode ser ligado a vários sistemas de aquecimento

O sistema pode ser ligado a praticamente qualquer sistema de aquecimento existente através do distribuidor de circuitos Schlüter-BEKOTEC-THERM-HV/DE. Devido ao reduzido consumo de energia, o sistema de aquecimento é particularmente adequado para a operação com fontes de energia renováveis, como bombas de calor ou sistemas solares. Se forem ligadas fontes de energia renováveis, o piso radiante consegue aproveitar todo o seu potencial de poupança energética: de acordo com um estudo da Universidade Técnica de Dresden, o potencial de poupança é de até 9,5%, uma poupança significativa na sua carteira.

Tempos de montagem mais curtos 

Com a montagem do Schlüter-BEKOTEC-THERM, são praticamente eliminados os tempos de espera entre as fases de construção: os tubos de aquecimento são colocados entre os nódulos, a aplicação de betonilha é reduzida ao mínimo graças à poupança de material e as lâminas DITRA permitem a colocação imediata do revestimento cerâmico assim que a betonilha for transitável. Além disso, com o Schlüter-BEKOTEC também é possível prescindir dos morosos aquecimentos de cura da betonilha, reduzindo significativamente o tempo de espera até à colocação dos azulejos. A Schlüter-Sytems oferece ainda ao instalador uma garantia de 5 anos aplicável a todo o sistema.

Componentes do sistema

Exemplificação para sistemas BEKOTEC.

  1. Schlüter®-BEKOTEC-EN
    Placa de cones para betonilha e instalação de tubos de aquecimento da Schlüter
  2. Schlüter®-BEKOTEC-BRS
    Cintas perimetrais para betonilha
  3. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-HR
    Tubo de climatização
  4. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-HV
    Distribuidor de circuitos de climatização em aço inoxidável e acessórios para a sua instalação
  5. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-VS
    Armário de distribuição
  6. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-ER
    Sensor de ambiente
  7. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-ESA
    Eletroválvula
  8. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-EBC
    Módulo base com "Controlo" com módulo de ligação
  9. Schlüter®-BEKOTEC-THERM-EET
    Temporizador (opcional)
  10. Schlüter®-DITRA 25
    Impermeabilização, desacoplamento, compensação da pressão de vapor, distribuição térmica

Técnica de regulação flexível em três passos

  • 1.1 ER/WL – Sensor de ambiente, radiofrequência. Sensor de ambiente para uma regulação da temperatura por radiofrequência. O dispositivo transfere a temperatura ambiente atual e o valor teórico definido ao módulo de ligação EAR/WL por radiofrequência.
    ou:
    1.2 ER – Sensor de ambiente, cabo. Sensor de ambiente para regulação da temperatura por fio. O dispositivo transfere a temperatura ambiente atual e o valor teórico definido ao módulo de ligação EAR.
    e:
    2.1 EBC – Módulo básico "Controlo". Unidade básica para o funcionamento da regulação de ambiente. No módulo básico “Controlo” são ligados tanto os módulos de ligação por rádiofrequência como os módulos de ligação por fio para sensores de ambiente. Mesmo instalações mistas e readaptações podem ser realizadas de maneira simples. Através dos respetivos módulos de ligação o módulo básico fornece os sensores de ambiente conectados por fio com baixa tensão de 5 V e controla os atuadores conectados com corrente alternada de 230 V.
    opcional:
    2.2 EET – Temporizador. O temporizador opcional EET serve para a temporização da descida de temperatura. Pode ser retirado para a programação manual e de seguida é reencaixado no módulo básico “Controlo”. Nas fases de descida é levada em consideração uma descida da temperatura de 4 °C. Através da capacidade de controle rápido do piso cerâmico BEKOTEC-THERM, a unidade de temporização satisfaz os requisitos do regulamento de poupança de energia (EnEV) por sistemas de comando rápido.

    1.1 ER/WL – Sensor de ambiente, radiofrequência. Sensor de ambiente para uma regulação da temperatura por radiofrequência. O dispositivo transfere a temperatura ambiente atual e o valor teórico definido ao módulo de ligação EAR/WL por radiofrequência.
    ou:
    1.2 ER – Sensor de ambiente, cabo. Sensor de ambiente para regulação da temperatura por fio. O dispositivo transfere a temperatura ambiente atual e o valor teórico definido ao módulo de ligação EAR.
    e:
    2.1 EBC – Módulo básico "Controlo". Unidade básica para o funcionamento da regulação de ambiente. No módulo básico “Controlo” são ligados tanto os módulos de ligação por rádiofrequência como os módulos de ligação por fio para sensores de ambiente. Mesmo instalações mistas e readaptações podem ser realizadas de maneira simples. Através dos respetivos módulos de ligação o módulo básico fornece os sensores de ambiente conectados por fio com baixa tensão de 5 V e controla os atuadores conectados com corrente alternada de 230 V.
    opcional:
    2.2 EET – Temporizador. O temporizador opcional EET serve para a temporização da descida de temperatura. Pode ser retirado para a programação manual e de seguida é reencaixado no módulo básico “Controlo”. Nas fases de descida é levada em consideração uma descida da temperatura de 4 °C. Através da capacidade de controle rápido do piso cerâmico BEKOTEC-THERM, a unidade de temporização satisfaz os requisitos do regulamento de poupança de energia (EnEV) por sistemas de comando rápido.

  • 2.3 EAR/WL – Módulo de ligação, radiofrequência. Módulos para a conexão de 2 ou 6 sensores de ambiente por rádiofrequência ER/WL. Os módulos de ligação podem ser combinados por simples acoplamento. Assim pode ser adaptada e ampliada a quantidade dos ambientes/ circuitos de aquecimento a serem regulados e as eletroválvulas a serem atribuídas. A cada canal do módulo de ligação podem ser atribuídas 4 eletroválvulas. É ainda possível realizar a combinação com os módulos de ligação EAR.
    ou:
    2.4 EAR – Módulo de ligação, cabo. Módulos para a conexão de 2 ou 6 sensores de ambiente ER ligados por cabo. Os módulos de ligação podem ser combinados por simples acoplamento. Assim pode ser adaptada e ampliada a quantidade dos ambientes/circuitos de aquecimento a serem regulados e as eletroválvulas a serem atribuídas. A cada canal do módulo de ligação podem ser atribuídas 4 eletroválvulas. É possível realizar a combinação com os módulos de ligação por radiofrequência EAR/WL.
    e:
    3.1 ESA – Electroválvulas. As eletroválvulas da Schlüter regulam o débito das válvulas de saída do coletor de circuitos de aquecimento (cada eletróvalvula regula um circuito de climatização). Estão equipadas com uma indicação visual de função e com um controlo de ajuste da válvula. A montagem é efetuada mediante um simples encaixe.

    2.3 EAR/WL – Módulo de ligação, radiofrequência. Módulos para a conexão de 2 ou 6 sensores de ambiente por rádiofrequência ER/WL. Os módulos de ligação podem ser combinados por simples acoplamento. Assim pode ser adaptada e ampliada a quantidade dos ambientes/ circuitos de aquecimento a serem regulados e as eletroválvulas a serem atribuídas. A cada canal do módulo de ligação podem ser atribuídas 4 eletroválvulas. É ainda possível realizar a combinação com os módulos de ligação EAR.
    ou:
    2.4 EAR – Módulo de ligação, cabo. Módulos para a conexão de 2 ou 6 sensores de ambiente ER ligados por cabo. Os módulos de ligação podem ser combinados por simples acoplamento. Assim pode ser adaptada e ampliada a quantidade dos ambientes/circuitos de aquecimento a serem regulados e as eletroválvulas a serem atribuídas. A cada canal do módulo de ligação podem ser atribuídas 4 eletroválvulas. É possível realizar a combinação com os módulos de ligação por radiofrequência EAR/WL.
    e:
    3.1 ESA – Electroválvulas. As eletroválvulas da Schlüter regulam o débito das válvulas de saída do coletor de circuitos de aquecimento (cada eletróvalvula regula um circuito de climatização). Estão equipadas com uma indicação visual de função e com um controlo de ajuste da válvula. A montagem é efetuada mediante um simples encaixe.

Instalação de um piso radiante




Soluções de sistema

 

Detalhes técnicos relativos ao sistema P/PF F FTS FK
Altura do sistema (incl. DITRA, mm)  57 - 74 36 - 53  36 - 48  25 - 32 
Altura das placas de cones (mm) 44  23  18 + 5  12 
Cobertura de betonilha (mm) 8 - 25 8 - 25 8 - 20  8 - 15 
Diâmetro de tubo (mm) 16  14  12  10 
Intervalos de instalação (mm) 75 - 300 75 - 300 50 - 300 50 - 300
Necessidade de tubo de climatização (m/m²) 13,33 - 3,33 13,33 - 3,33 20 - 3,33 20 - 3,33
Potência calorífica máxima (W/m²)
(RT 20°C / VT 40°C)
140 - 40  130 - 40  145 - 30  145 - 30 
Comprimento máx. do circuito de aquecimento
com RT 20 °C/VT 40 °C
47 - 101  54 - 107  57 - 91  47 - 67 
Peso mín. da superfície (kg/m²) 57  57  52  40 
Volume de betonilha mín. (l/m²) 28,5  28,5  26  20 
Carga útil máx. (kN/m²) bis zu 5  bis zu 5  bis zu 5  bis zu 5 

Mais sobre BEKOTEC-THERM</br></br>

  • Downloads

    Na área de download pode encontrar listas de preços, fichas de dados e outras informações para construtores, instaladores, revendedores, arquitetos e planificadores.

    Ir para Downloads
  • Calculador do circuito de aquecimento

    Com o calculador do circuito de aquecimento Schlüter®-BEKOTEC-THERM é disponibilizada uma ferramenta fácil de utilizar para calcular os circuitos de aquecimento, os tubos necessários e o fluxo de volume.

    Calcular o circuito de aquecimento

Partilhar